Testosterona para Mulher – Entenda como testosterona tem relação com a queda de cabelo feminino

O consumo de testosterona pode causar a queda de cabelo feminino. Além disso, o uso também pode causar outros problemas como agressividade e dependência psicológica.

Hoje a maioria das pessoas possui o desejo de conquistar um corpo perfeito. O sonho de melhorar sua aparência estética faz diversas pessoas optar pelo consumo de substâncias duvidosas.

A vontade de ter menos gordura corporal, um corpo com músculos definidos, sem celulite, estrias atenuadas e libido é o desejo de todos.

De acordo com os adeptos, o uso da testosterona faz com que as mulheres conquistem a aparência desejada.

O que é o testosterona

O testosterona é o hormônio masculino, responsável pelas características sexuais dos homens. Graças a ele ocorre o desenvolvimento de pelos, músculos, mudança na voz entre outros. Além disso, ele tem relação com a libido e a agressividade. Já nas mulheres a substância também é existente nas glândulas suprarrenais e no ovário, porém,
em quantidade menor.

Consumo da testosterona por mulheres e a queda de cabelo feminino 

Mesmo que alguns digam que o hormônio oferece benefícios, os médicos dizem o contrário. Conforme os profissionais, esse hormônio pode causar diversos efeitos colaterais. 

Ou seja, o seu consumo pode provocar reações adversas no corpo feminino, entre elas como: a queda de cabelo feminino, aumento dos pelos, retenção hídrica, inchaço e mudanças no comportamento. 

Além disso, os profissionais afirmam que o pomo de adão, ou o gogó também cresce e resulta no engrossamento da voz. Quando a dose de consumo é grande e o tempo de uso prolongado, pode ocorrer outros problemas. Neste caso, pode aumentar o número dos glóbulos vermelhos e os fatores de coagulação do sangue, levando a trombose venosa.

Entre os casos, existe paciente que com o uso da testosterona, teve a diminuição do bom colesterol (HDL) e o aumento do mau colesterol (LDL). Além do risco do desenvolvimento de hepatite e tumores benignos.

O que causa a queda

Além da testosterona, a queda do cabelo pode ocorrer sobre influencia do estresse, problemas hormonais, uso de químicas, doenças e deficiência de nutrientes.

Diariamente, pode acontecer à perda de 100 fios de cabelo, este processo é conhecido como não cicatricial, assim o folículo se mantém vivo e permite o nascimento de novos fios.

testosterona para mulher e a queda de cabelos

Efeitos prejudiciais à saúde 

Os problemas não param somente por aí, já que o consumo também pode atingir a parte ortopédica. Como a substância faz com que os músculos fiquem maiores e fortes, os tendões podem não estar preparados para o peso.

Apesar de não causar dependência química ela traz a psicológica, fazendo com a que a pessoa fique preocupada em ter um corpo ideal, tendo até uma distorção da sua imagem.

Deste modo, o uso deste hormônio para fins estéticos não é benéfico.

Implante capilar para Mulheres

A calvície feminina pode ocorrer devido aos distúrbios hormonais de origem genética onde existe predominância de testosterona. O problema é conhecido como alopecia androgenética, que também pode causar a calvície nos homens.

Tratamento por meio do implante capilar

Deste modo, a forma indicada para o tratamento é através do implante capilar. No entanto, o procedimento somente é indicado depois da análise de um profissional.

Caso seja constatada a alopecia androgenética o procedimento envolve o transplante de células tronco, carboxiterapia, posologia de medicamentos e tratamento fitoterápicos.

Já no caso da queda de cabelo feminino o mais comum é resolver o problema por meio de processos cirúrgico, com o implante capilar para mulheres. Neste caso é feito a retirada dos folículos capilares saudáveis dos locais doadores e
ocorre a relocação nas áreas afetadas.

No geral, o implante para calvície é extremamente eficiente, pois o cabelo volta a crescer com o tempo.

O que fazer ao notar a queda de cabelo feminino

Caso esteja sob efeito do medicamento e notar a queda de cabelo feminino é preciso cortar o uso e procurar um profissional da saúde para analisar o problema da perda capsular.

Na sequência serão exigidos exames de sangue para verificar os hormônios e os seus nutrientes. Lembrando sempre de não fazer o uso de remédios sem a recomendação de um médico.