Soja Faz Mal ou Faz Bem? Um Alimento Funcional e Polêmico

Soja: alimento que fazia bem no passado, faz mal no presente e matará no futuro.

A soja sempre foi considerada um alimento funcional, que são alimentos que contem propriedades nutricionais que vão além de suas propriedades nutritivas (algo a mais). É quando o alimento possui substancias que auxiliam na manutenção e muitas vezes, até na recuperação além da nutrição tradicional.

O aspecto principal em relação à funcionalidade da soja é a quantidade de isoflavonas que ela possui e que são substancias considerados fitos estrógenos (substâncias presentes em plantas que imitam a ação dos estrogênios que são hormônios femininos no corpo da mulher).

Afinal: A soja é benéfica ou não para o organismo?

A soja é um alimento muito polemico. Existem estudiosos que recomendam a soja e outros que abominam o uso dela.

Q48

Até certo tempo a soja era vista como um ótimo alimento, então se fazia leite de soja, carne de soja, queijo de soja, óleo de soja e muitos outros produtos com ela.

Alguns estudiosos defendem a soja por seu alto teor de proteínas, mas que em vários produtos, não chega a ter o mesmo teor da proteína animal como na carne, no leite e nos ovos.

Outro aspecto são as isoflavonas que seriam recomendas para a reposição hormonal em mulheres na menopausa, diminuindo ocorrência de osteoporose, câncer de mama e de útero.

Depois de muitos anos surgiram estudos que verificaram que as isoflavonas contidas na soja faziam o contrário do que se dizia, causando mais casos de câncer em pessoas que consumiam a soja com frequência.

As pessoas têm organismos que reagem diferentes com relação aos alimentos. Portanto, tem poucas pessoas que vão consumir a soja frequentemente e não terão nenhum problema de saúde e outras, (a grande maioria) vão consumir a soja com frequência e vão apresentar problemas de saúde com o passar dos anos, principalmente aquelas pessoas que tiverem histórico de câncer na família.

Leia também: Óleo de Coco

Malefícios da Soja

Uso contínuo.

  • A soja contém ácido fítico (fitato) que não deixa o organismo absorver o cálcio, magnésio, ferro, cobre e zinco. Todos são substâncias que nosso organismo necessita e retira da nossa alimentação.
  • Inibe a digestão proteica, fazendo o organismo deixar de absorver muitas proteínas importantes e causando problemas no pâncreas.
  • Causa estrogenicidade: o organismo absorve grandes quantidades de hormônios femininos.
  • Faz o organismo precisar de mais vitamina B 12.
  • Faz o organismo precisar de mais vitamina D.
  • A soja contém altos níveis de Alumínio e Manganês. (intoxicação por alumínio e manganês).
  • Faz o organismo desenvolver hipotireoidismo em longo prazo.

Os setes itens acima foram retirados de um site americano (www.westonaprice.org) de pesquisa em alimentação que não tem “Rabo Preso” com o governo ou as indústrias de alimentos (indústria da soja) e assim, podem dizer e publicar tudo o que descobrem nas pesquisas, sem serem “crucificados” por isso. Diferente dos pesquisadores no Brasil.

Veja também: Como emagrecer em dois meses

Q48
Dieta Alcalina