Rinoplastia – Cirurgia Estética e para Problemas Nasais

Indicada para pacientes que apresentam algum tipo de disfunção nas vias nasais, a rinoplastia também é realizada em tratamento funcional.

Alguns pacientes que realizam a cirurgia do nariz não a fazem somente com o objetivo estético. Ao contrário do senso comum, existem procedimentos diferentes para tratamentos de problemas no órgão nasal. 

Quando Fazer Rinoplastia?

Pessoas que apresentam dificuldade ao respirar podem sofrer de problemas respiratórios que necessitam de tratamentos com medicação ou outros métodos terápicos. Já em alguns casos, podem ser relacionados a estrutura do nariz como o desvio de septo, problemas de adenoide e hipertrofia das conchas nasais. O que pode ser revertido também através de cirurgias de correção no nariz.

Realizada sob aspecto estético, a rinoplastia é o procedimento popularmente conhecido para redefinir a forma do nariz. A outra cirurgia utiliza técnicas semelhantes, porém é feita para descartar problemas na estrutura do órgão que afetam a respiração, chamada de septoplastia.

Para saber se a dificuldade ao respirar está ligada a problemas estruturais e que pode ser revertida através da cirurgia de nariz funcional, são realizados exames de tomografia para verificar as estruturas internas do nariz.

Estes exames irão revelar se existem alterações que impedem que o paciente respire normalmente. Caso seja o quadro clínico do paciente, é indicada a cirurgia de nariz como tratamento funcional.

O cirurgião responsável pelo procedimento irá avaliar quais as modificações necessárias para reversão das anomalias encontradas na região. Problemas como desvio de septo e hipertrofia das conchas nasais podem ser solucionados através do procedimento. 

Os métodos utilizados na cirurgia de nariz com objetivo funcional são semelhantes aos usados para rinoplastia estética. As técnicas, cirurgicamente, são as mesmas. A diferença entre os procedimentos está em seu objetivo.

rinoplastia para problemas nasais e estéticos

Na rinoplastia estética são modificadas as estruturas do nariz com o objetivo de harmonizar visualmente o órgão com o formato do rosto. Na funcional o foco é melhorar sintomas indesejados no processo de respiração do paciente.

Na septoplastia é levantada a mucosa nasal para que se revele toda a estrutura óssea e cartilaginosa do septo, assim é habilitado ao cirurgião encontrar as anomalias. Feita a reestruturação da área e camada de mucosa retorna ao lugar de origem e feita a sutura para fechamento da incisão.

É possível também que sejam feitos os dois procedimentos numa mesma sessão cirúrgica, a rinoplastia e a septologia. A rinosseptoplastia é indicada para pacientes que possuem anomalias na estrutura do nariz que causam problemas de respiração, mas que também estão insatisfeitos com a estética do local.

Assim, são usadas as duas técnicas em uma mesma cirurgia. A vantagem é que o pós-operatório é passado apenas uma vez. Durante o procedimento também é possível que haja a quebra das estruturas nasais dependendo do caso do paciente.

Rinoplastia – Recuperação

Podem aparecer edemas ou hematomas temporários após a cirurgia e o paciente também pode apresentar dificuldades ao respirar devido ao inchaço no local. Estes sintomas desaparecem com o passar dos dias e recomenda-se o uso de medicação prescrita de analgésicos e anti-inflamatórios.

O tempo de recuperação está sujeito à aprovação médica, mas no geral é recomendado um período de 15 dias de repouso para retornas as atividades habituais salvo aqueles que exigem muito esforço físico.