Como Eliminar Cicatrizes – Saiba como se Livrar das Cicatrizes Indesejadas

As cicatrizes indesejadas podem ocorrer devido a um acidente, cirurgia geral ou cirurgia plástica. No entanto, existem alguns protocolos que devem servir no processo de cicatrização.

Em alguns casos específicos o cuidado pode servir para prevenir ou então para tratamento das principais alterações inestéticas das cicatrizes.

Normalmente, a aparência final da cicatriz pode variar conforme o seu corpo cicatriza ou então como foi cuidada pelo profissional.

Cicatrizes indesejadas

A cicatriz pode surgir conforme uma lesão da pele ou então sobre outro tecido do corpo. Com isto ela pode ser de carácter acidental ou cirúrgico. No entanto, irá ocorrer a cicatriz devido aos mecanismos da cicatrização.

Na realidade esta é uma marca definitiva e pode variar conforme sua qualidade. Uma cicatriz de qualidade tem aparência fina, plana e com coloração parecida com o local que está posicionada. Neste caso, ela acaba ficando escondida ou até mesmo imperceptível.

Ao fazer uma cirurgia plástica existe a preocupação de que ocorra a cicatrização da pele. Ou seja, uma cicatrização marcada pode comprometer toda operação.

No total, existem duas cicatrizes patológicas como (queloides e hipertróficas) e outras classificadas como cicatrizes inestéticas. Estas podem ser (alargadas, deprimidas, discrômicas, alçapão, mistas, e etc).

Estes dois tipos podem ser confundidos pelos pacientes, inclusive pelos médicos. No entanto, as cicatrizes patológicas podem causar dor, coceira e influenciar o meio social.

Já as inestéticas podem não trazer sintomas físicos, mas interferem no convívio social. Quem possui esse tipo de cicatriz sente preconceito em exibir sua marca.

Fatores que influenciam as cicatrizes indesejadas

A aparência da cicatriz dependente da parte do corpo que pode sofrer
modificações devidas a alguns fatores. Neste caso pode ser:

  • Características genéticas.
  • Comprimento.
  • Formato da cicatriz.
  • Largura.
  • Profundidade.
  • Relação a linhas naturais da pele.

Como exemplo, o paciente de pele escura ou oriental pode ter cicatrizes discrômicas e/ou hipertróficas. Já os idosos podem apresentar cicatrizes finas e mais estéticas.

Técnica cirúrgica

A qualidade da marca também se altera conforme a técnica utilizada, fatores genéticos e até mesmo pela lesão. Diante disso, deste a incisão até o fechamento da ferida, diversos fatores acabam influenciando o resultado estético.

Cuidados pós-cirúrgicos

O processo de cicatrização da pele pode acontecer em vários meses. Este período acaba definindo o aspecto da marca. No entanto, neste processo é fundamental garantir um resultado final agradável.

Tratamento para Eliminar Cicatrizes indesejadas

O tratamento da cicatriz permite evitar o aparecimento das hipertróficas e queloides. Hoje existem diversos itens tecnológicos que são valiosos para o cuidado.

Ainda é possível fazer massagens com cremes, além de usar placas de silicone para acelerar a melhora. No entanto, o fator decisivo é a forma da sutura. Ou seja, a técnica precisa ser delicada e de modo que não machuque a
pele.

Inclusive é preciso usar agulhas delicadas e evitar a tensão na cicatriz. Por fim, o objetivo final é optar por uma técnica refinada para garantir cicatrizes finas e imperceptíveis.

como eliminar cicatrizes

Fatores para uma cicatriz inestética

As cicatrizes indesejadas podem ocorrer se não forem feitas com as medidas preventivas, desde o início da cicatrização. Esta medida contribui para obtenção de cicatrizes de boa qualidade como:

  • Diminuindo a tensão na cicatriz.
  • Evitar manipulação excessiva e traumatismo nos tecidos;
  • Prevenção de hematoma e infecções.
  • Remoção de corpos estranhos;
  • Sutura por planos

Tratamento para cicatriz inestética

Hoje a correção de cicatriz inestética é ampla e pode ser com injeção local de corticóide, na realização de peelings, ou na exérese de cicatriz.

Esta última é feita a remoção da cicatriz através de cirurgia, porém, deve ser feito apenas em cicatrizes maduras com mais de seis meses.

Já para queloide, a remoção cirúrgica isolada leva a uma alta taxa de recidiva. No geral, a opção entre cirurgia e injeções de corticóide diminui a recorrência para menos de 50%. Com a radioterapia reduz a recorrência para 10%.

Por fim, as cicatrizes hipertróficas ocorrem devido à tensão excessiva ou complicações de ferida, infecções e cicatrização retardada. Para o cuidado destas cicatrizes indesejadas o ideal é excisão cirúrgica e terapia compressiva, como placas de silicone em gel e malhas. Além disso, não deixe de escolher um cirurgião plástico renomado e apto para os procedimentos.