A dieta da USP Funciona? Como Perder Peso Rapidamente.

Embora carregando o nome da conceituada Universidade, a Dieta de USP não tem nenhum vínculo com ela, e não foi desenvolvida dentro das suas pesquisas. Talvez o criador, anônimo, dessa dieta, tenha usado o nome como forma de dar mais credibilidade a ela.

E conseguiu, já que é uma das dietas que se mantém, ao longo dos anos, como a principal adotada por quem pretende emagrecer sem antes passar por uma avaliação médica e especializada.

Como a Dieta da USP Funciona?

Com um programa baseado na drástica e rigorosa redução de carboidratos e um aumento de proteínas, a dieta da USP tem um cardápio elaborado de uma semana, com a alimentação já definida e elaborada, passando pelas principais refeições e indo até os lanches. Talvez por vir já pronta seja uma dieta muito escolhida.

O programa tem bem estabelecido que não é possível substituir nenhum alimento e trocar horários. Não permite alteração alguma e é possível perder até 01 quilo por dia. Em 15 dias, são perdidos 15 quilos, um número meio assustador quando pensamos em emagrecer com saúde!

As vantagens da Dieta da Usp

  • Como é feita basicamente de proteínas, a sensação de saciedade permanece completamente. De digestão lenta, as proteínas em excesso não deixam o organismo sentir fome.
  • Redução de medias rapidamente. Em três dias, é possível verificar uma perda bem significativa.
  • É permitido o uso de adoçantes em chás, sucos e cafés.
  • Muito líquido, como água, chá e suco são importantes para a hidratação.

As desvantagens da Dieta da Usp

  • De nutrientes raros, provoca dores de cabeça, cansaço extremo, indisposição, irritação e grande falta de energia, já que os carboidratos responsáveis por fornecer a energia necessária estão excluídos.
  • Altera o ciclo menstrual das mulheres, diminuindo o tempo menstrual, uma vez que o organismo se ressente da exclusão de muitos alimentos.
  • Provoca prisão de ventre, já que as fibras importantes para o bom funcionamento dos intestinos não são em quantidade suficiente.
  • A perda de peso rápida, embora seja um fator que entusiasme no começo, é ilusória: perde-se muita água rapidamente, e quando se termina a dieta, ocorre o efeito sanfona, voltando ao peso anterior quase imediatamente.
  • Altera os níveis normais da pressão arterial: é uma dieta proibida para quem já tem pressão alta ou é cardíaco.
  • A ingestão excessiva de gorduras e proteínas não é uma dieta recomendada nem saudável, não faz parte de nenhum programa adequado e balanceado de reeducação alimentar.
  • É possível provocar danos aos rins pelo consumo excessivo de proteínas, que não são eliminadas corretamente pelos órgãos.
  • Embora seu maior atrativo seja a rapidez com que se perde peso, esse mesmo atrativo se torna um fator de frustração: o peso é readquirido rapidamente e seu organismo ainda pode acabar sofrendo pela perda dos nutrientes que foram excluídos durante a semana da dieta.
  • Durante o processo de execução dessa dieta, perde-se massa gorda (gordura) e também massa magra, o que não é recomendado para nenhuma dieta.

Essa é uma dieta (e não se trata de um programa de reeducação alimentar) que realmente funciona, mas da pior forma possível.

A restrição dramática de alimentos necessários e importantes e a falta de uma determinação para se alcançar os resultados estimados (e cada um sabe qual é o seu resultado) fazem desse programa uma agressão ao organismo da pessoa.

Antes de escolher uma dieta, escolha sua saúde